Cães

Encontre o pet que combina com você

Afghan Hound

O Afghan Hound é um cão grande e teimoso, com espírito caçador mas que não deixa de ser engraçado e brincalhão. Ele precisa de espaço para correr, por isso não é indicado para apartamentos e ambientes pequenos.

Área de origem: Afeganistão
Função original: caçador de lebres e gazelas
Tam. médio do macho: Alt: 68 cm, 27 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 63 cm, 23 kg
Expectativa de Vida: 12-14 anos
Outros nomes: Tazi, Baluchi Hound

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Akita

O Akita atrai legiões de fãs pelo mundo todo. Alguns amam sua aparência de "urso" e sua imponência peculiar. Outros adoram seu jeito mais sério e menos brincalhão. Conheça a raça e se apaixone também.

Família: spitz, Norte (caça)
Área de origem: Japão
Função original: longas caçadas, luta de cães
Tam. médio do macho: Alt: 63-71 cm, Peso: 38-58 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 58-66 cm, Peso: 29-49 kg
Outros nomes: Akita Inu, Akita Japonês

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Beagle

O Beagle é um cãozinho atraente com alma de vagabundo, fiel aos seus instintos de caçador. Não é dos cães mais obedientes e não é recomendado para donos de primeira viagem, pois educá-lo pode ser um grande desafio.

Pode ser barulhento e um pouco cansativo, mas não deixa de ser adorável e, embora muitos possam dizer que o lugar certo para um Beagle é numa matilha de Beagles, há vários que viram cães caseiros dedicados, durante 14 ou mais anos.

São bondosos para as crianças e geralmente muito saudáveis (já reparou como vemos Beagles idosos pelas ruas?) – dá prazer ir passear com eles!

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Border Collie

O Border Collie é o cachorro mais inteligente do mundo. Não é à toa que vemos essa raça toda hora em comerciais e filmes. Além de inteligentes, são super simpáticos e bonitos. Mas atenção: por mais tentador que possa parecer, não tenha um Border Collie em apartamento.

Família: pastoreio, pecuária
Área de origem: Grã-Bretanha
Função Original: pastor de ovelhas
Tam. médio do macho: Alt: 50-58 cm, Peso: 13-20 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 45-53 cm, Peso: 13-20 kg
Outros nomes: nenhum

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Borzoi

O Borzoi não é uma raça muito comum no Brasil. Um cão com grande espírito caçador, precisa de exercícios diários e uma área livre para correr: mas sempre cercada!

Família: Sighthound, Sul (Sighthound)
Grupo do AKC: Hounds
Área de origem: Rússia
Função Original: perseguir lobos
Tam. médio do macho: Alt: > 71 cm, Peso: 34-47 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: > 66 cm, Peso: 27-38 kg
Outros nomes: Wolfhound Russo

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Boston Terrier

Os Bostons se adaptam muito bem a diversos ambientes. Eles ficam felizes vivendo em apartamentos, casas pequenas, casas grandes, mansões, na cidade com curtos passeios diários ou no campo, com bastante lugar pra correr e brincar. Mas, lembre-se, eles são cachorros para ficar dentro de casa, não para passarem o dia do lado de fora e dormir em canil. Eles não se dão bem em temperaturas extremas, como muito frio ou muito calor. Além disso, eles são muito apegados aos donos e podem ficar deprimidos se forem mantidos do lado de fora.


Expectativa de vida: 13 a 15 anos
Ninhada: 4 filhotes em média
Grupo: Grupo 9 – Cães de Companhia
Padrão da Raça: CBCK
Cor: preto e branco, marrom e branco, tigrado e branco e em raros casos, avermelhado e branco.
Pelo: curto
Porte: médio
Altura do macho: 38.1-43 cm
Peso do macho: 4.5-11.3 kg
Altura da fêmea: 38.1-43 cm
Peso da fêmea: 4.5-11.3 kg

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Boxer

O Boxer é brincalhão e ótimo para crianças. Ele precisa de um quintal e bastante espaço para correr e se exercitar.

Família: cão de gado, mastiff
Grupo do AKC: Trabalhadores
Área de origem: Alemanha
Função Original: luta com touros, cão de guarda
Tam. médio do macho: Alt: 57-63 cm, Peso: 29-36 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 53-59 cm, Peso: 22-29 kg
Outros nomes: nenhum

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Buldogue Francês

O Bulldog Francês é uma raça que encanta a todos, principalmente os fãs dos cachorros de cara amassada. Tome uma decisão consciente antes de decidir ter um exemplar desse. O Buldogue Francês, também conhecido como Frenchie, é uma raça que deve sua existência a pelo menos três países: Inglaterra, França e EUA. A Inglaterra ajudou com a base da raça, que foi o antigo Buldogue. Criadores franceses transformaram esses pequenos Bulldogs em um tipo francês distinto, e criadores Americanos foram os primeiros a exigir as tão conhecidas orelhas de morcego.

Hoje, os Buldogues Franceses são excelentes cães de companhia, e um dos cães mais especiais que existe. Sua carinha engraçada e seu temperamento divertem as pessoas enormemente, então é difícil passear com um Frenchie sem chamar atenção.

País de origem: França
Ano: por volta de 1800
Função original: cão de colo
Função atual: cão de companhia
Pelagem: lisa, curta, macia e brilhante
Peso médio: 8kg a 14kg
Tam.: aproximadamente 35cm
Expectativa de vida: 12 a 14 anos

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Buldogue Inglês

O Bulldog Inglês é baixinho, forte e muito dócil. É do tipo que adora um sofá, tem o temperamento calmo e como a maioria dos cães, gosta de ficar perto da família humana. Tome uma decisão consciente antes de decidir ter um exemplar desses.

Família: cão de gado, cão da montanha, mastiff (bulldog).
Grupo do AKC: Não-esportistas
Área de origem: Inglaterra
Função Original: luta com touros (como todos os Bulls)
Tam. médio do macho: Alt: 30-38 cm, Peso: 24-25 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 30-38 cm, Peso: 22 a 23kg
Outros nomes: Bulldog Inglês, Buldogue

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Chihuahua

O Chihuahua é a menor raça de cachorro do mundo e encanta pelo seu tamanho e pelo seu olhar meigo e carinhoso. É preciso tomar cuidado com eles pela casa, pois são muito pequenos, principalmente quando filhotes.

Família: companhia, Sul (pariah)
Grupo do AKC: Toys
Área de origem: México
Função Original: cerimonial
Tam. médio do macho: Alt: 15-22 cm, Peso: <3 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 15-22 cm, Peso: <3 kg
Outros nomes: nenhum

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Cocker Spaniel Americano

O Cocker Spaniel Americano é alegre, apegado e ama agradar seu dono. Gosta de estar sempre perto da família e não dispensa um passeio pelo campo.

Família: Gundog, Spaniel
Área de origem: Estados Unidos
Função original: espantar e capturar aves
Tam. médio do macho: Alt: 36-39 cm, Peso: 10-13 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 34-36 cm, Peso: 10-13 kg
Outros nomes: Cocker Spaniel

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Cocker Spaniel Inglês

O Cocker Spaniel é super popular no Brasil e está presente em diversos lares do país. Infelizmente devido à sua popularização, hoje encontramos muitos Cockers com desvio de comportamento, agressivos e nervosos. Mas o normal dessa raça é longe disso.

Família: Gundog, Spaniel
Grupo do AKC: Esportistas
Área de origem: Inglaterra
Função original: espantar e capturar aves
Tam. médio do macho: Alt: 40-43 cm, Peso: 12-15 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 38-40 cm, Peso: 11-14 kg
Outros nomes: Cocker Spaniel

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Coton de Tuléar

O Coton de Tulear foi uma das raças favoritas da nobreza francesa do século XVII, mas não foi reconhecida pela FCI até 1970. O nome da raça vem da semelhança de sua pelagem com uma bola de algodão (em francês coton significa algodão). O termo Tulear foi atribuído devido a sua origem, como a raça vem da cidade de Tulear (Toliara hoje).

Origem:
O Coton de Tulear é originário da cidade costeira de Toliara (Tulear), que fica a sudoeste de Madagascar. Seus antepassados, os Bichons, chegaram à ilha com as tropas francesas. Estes cães, agora extintos, foram cruzados com Malteses. Ele foi muito usado em sua terra natal como um guardião de rebanhos e então chegou à Europa, onde ele foi um cão de companhia agradável, até os anos setenta. Foi o francês contratado para elevar a raça a seu gosto, e eles são os responsáveis pela criação do padrão atual.

Comportamento:
O Coton de Tulear é corajoso, alegre, impertinente, muito brincalhão e amoroso. Ele adora brincar com seus donos e com as crianças, desde que elas não o tratem como um brinquedo. A raça costuma latir muito, especialmente se o proprietário negligenciá-lo ou deixá-lo sozinho. É um cão muito inteligente.

Aparência:
O corpo do Coton de Tulear é pequeno e coberto por uma fina e elevada camada de pelo felpudo. Seus membros são musculosos e os pés arredondados e pequenos. Tem orelhas de abano, inseridas no alto da cabeça e olhos redondos, escuros e bem separados. A cauda, de inserção baixa, é grossa na base e mais fina na ponta.

Cuidados específicos:
Apesar de ser um cão de pequeno porte, o Coton de Tulear é robusto e forte, podendo viver feliz ao ar livre. É um cão muito ativo e aprecia ter um jardim onde possa gastar todo o excesso de energia. Se você mora em um apartamento é necessário que o leve para longas caminhadas e sessões de jogos.

Este cão precisa receber uma educação séria e firme, especialmente se for viver dentro de casa. O proprietário deve ser capaz de acalmá-lo quando necessário e pedir-lhe para obedecer de forma apropriada. A pelagem da raça pode ser facilmente cuidada, basta desembaraçar os pelos com uma escova e pente, uma vez por dia é suficiente para mantê-lo saudável e brilhante. Se o cão vive no jardim, é aconselhável banhá-lo pelo menos duas vezes por mês.

Saúde:
O cão Coton de Tulear é um robusto e saudável, mas existem casos de displasia do cotovelo, patela e problemas oculares.

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Dachshund

Muitos chamam de salsicha ou salsichinha, mas o nome dessa raça é Dachshund.

Família: ScentHound, Terrier, Dachshund
Grupo do AKC: Hounds
Área de origem: Alemanha
Função Original: controle de texugos

Padrão:
Tam. médio do macho: Alt: 20-22 cm, Peso: 5-14 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 20-22 cm, Peso: 5-14 kg

Miniatura:
Tam. médio do macho: Alt: 12-15 cm, Peso: 0.5-5 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 12-15 cm, Peso: 0.5-5 kg
Outros nomes: Teckel, Cofap, Salsicha, Basset

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Dálmata

O Dálmata, com suas manchas, é a raça mais diferente e destacada de todas, mas a origem dessa marca é desconhecida. Na verdade, apesar de evidências artísticas indicarem uma origem antiga, não se sabe a época e o local de surgimento dessa raça. Seu nome vem de Dalmatia, uma região no oeste da Iugoslávia, mas é provável que ele não tenha se originado ali. Entre seus ancestrais pode haver algumas versões do Dogue Alemão manchado ou de Pointers, o que também é mera especulação.

Até mesmo a função original da raça é desconhecida, isso porque o Dálmata já foi usado para as mais variadas funções e nunca ficou sem emprego. Essas funções já incluíram cachorro de briga, pastor, cão de tração, caçador de ratos, e até mesmo cão de circo. Mas foi como cão de carruagem na Inglaterra Vitoriana que ele encontrou seu lugar. O cão de carruagem tinha função prática e estética. Ele protegia os cavalos do ataque de cães e dava um toque de estilo ao processo. Esses cães seguiam ao lado, na frente ou atrás da carruagem (posição considerada a mais elegante).

O interessante é que algumas evidências mostram que a posição na carruagem pode ter um componente hereditário. Coma a chegada do automóvel, o Dálmata perdeu seu lugar na sociedade e a sua popularidade caiu. Ele continuou como cão de carruagem em carros de bombeiros puxados por cavalos, o que levou à adoção do moderno "cão dos bombeiros". Sua brilhante colaboração sempre garantiu que ele fosse visto como um cão de estimação e de exposição muito popular. Entretanto, seu aparecimento em filmes infantis o transformou em uma das raças mais queridas da América nos anos seguintes aos filmes.

Família: ScentHound, Pointer
Grupo do AKC: Não-esportistas
Área de origem: Iugoslávia
Função Original: cão de carruagem
Tam. médio do macho: Alt: 48-58 cm, Peso: 18-27 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 48-58 cm, Peso: 18-27 kg
Outros nomes: nenhum

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Doberman

O Doberman é uma das raças mais inteligentes e um excelente cão de guarda.

Família: Mastiff
Grupo do AKC: Trabalhadores
Área de origem: Alemanha
Função Original: cão de guarda
Tam. médio do macho: Alt: 66-71 cm, Peso: 29-40 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 60-66 cm, Peso: 29-40 kg
Outros nomes: Dobermann Pinscher, Doberman

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Fila Brasileiro

O Fila Brasileiro, como o nome diz, é uma raça criada no Brasil. Ele é uma mistura de cães pastores, Mastiffs, Bulldogs e Bloodhounds, que foram trazidos por colonizadores portugueses. Eram usados para pastorear gado, proteger casas (cães de guarda), caçar grandes felinos e ajudar a polícia.

Família: cão de guarda
Área de origem: Brasil
Função Original: cão de guarda
Altura: 75cm;
Peso: 70kg
Outros nomes: nenhum

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Golden Retriever

Um dos esforços mais casuais e melhor documentados para produzir uma raça deu origem ao Golden Retriever. O homem responsável pela raça foi Lord Tweedmouth, que viveu ao norte da fronteira da Escócia na região do Rio Tweed. Com o aumento do interesse por cães de busca em meados de 1800, era necessário um cachorro que conseguisse avançar em uma vegetação densa, enfrentar águas frias, nadar e fazer o resgate com cuidado.

Lord Tweedmouth cruzou o Nous, um Retriever de pelo ondulado e amarelado (descendente do pequeno Terra-nova e das primeiras raças de Labrador, usado por pescadores) com Belle, uma Tweed Water Spaniel (uma retriever de cor amarelo-escuro com pelo muito crespo). Eles geraram quatro filhotes, que prometiam ser excelentes cães para buscar aves em regiões altas. Foram feitos outros cruzamentos cuidadosos com retrievers pretos, Tweed Spaniels, setters e até um Bloodhound.

No começo consideraram a raça como sendo uma variedade em tom amarelo (dourado) dos retrievers de pelo liso, mas depois a raça foi reconhecida como Golden Retriever em 1912. Alguns desses cães chegaram à América com os filhos de Lord Tweedmouth em 1900, mas o AKC só os registrou como raças separadas em 1927. A raça foi valorizada por suas habilidades de caça, produzidas pela cuidadosa mistura de seu material original. Só bem mais tarde se tornou popular com animal de estimação, cão de exposição e um competidor em obediência. Após essa transição, o crescimento da raça foi meteórico, e ela continua sendo uma das mais populares da América.

Família: cão de caça, cão de busca
Grupo do AKC: Esportistas
Área de origem: Inglaterra
Função Original: cão de busca
Tam. médio do macho: Alt: 58-60 cm, Peso: 29-34 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 54-57 cm, Peso: 25-30 kg
Outros nomes: Retriever Amarelo

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Husky Siberiano

Apesar da sua cara de lobo, o Husky Siberiano é um cão muito sociável e adora estar na companhia de outros animais ou seres humanos. Não é um cão ideal para cidades quentes, sendo muito tolerantes ao frio.

Família: Spitz, Norte (tração)
Grupo do AKC: Trabalhadores
Área de origem: Rússia (Sibéria)
Função Original: puxar trenós
Tam. médio do macho: Alt: 53-60 cm, Peso: 20-27 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 50-55 cm, Peso: 15-22 Kg
Outros nomes: Husky do Ártico

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Labrador Retriever

Os filhotes de Labrador são muito fofos e cativantes. E quando adultos eles continuam tão simpáticos quanto antes. Uma raça popular no mundo todo que conquista cada vez mais corações.

Família: cão de caça, cão de busca
Grupo do AKC: Esportistas
Área de origem: Canadá
Função original: busca na água
Tam. médio do macho: Alt: 57-62 cm, Peso: 29-36 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 54-60 cm, Peso: 25-31 kg
Outros nomes: Retriever do Labrador, Labrador Retriever

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Lhasa Apso

Muitos confundem o Lhasa Apso com o Shih Tzu, mas tanto em relação à aparência quanto ao temperamento, são cachorros bem diferentes.

Família: companhia, pastoreio
Grupo do AKC: Não-esportistas
Área de origem: Tibet
Função Original: companhia, cão de alerta
Tam. médio do macho: Alt: 25-29 cm, Peso: 6-9 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 25-27 cm, Peso: 5-7 kg
Outros nomes: nenhum

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Maltês

O Maltês é a mais antiga das raças toys europeias, e está entre as mais antigas de todas as raças do mundo. A ilha de Malta foi um dos primeiros portos comerciais, visitada por marinheiros fenícios em 1500 a.C. Os cães malteses foram mencionados em documentos já em 300 a.C. A arte grega inclui cães do tipo Maltês desde o século 5 e há evidências de que até mesmo túmulos foram construídos em homenagem a ele.

Embora os cães fossem exportados e distribuídos pela Europa e pela Ásia, o grupo de Malta permaneceu relativamente isolado dos outros cães resultando num cão único e que se manteve assim por séculos. Apesar da marca principal do Maltês ser o seu pelo longo, sedoso e branco brilhante, os primeiros Malteses também nasciam em outras cores. No começo do século 14 eles foram levados à Inglaterra onde se tornaram os queridinhos das damas da sociedade. Escritores dos séculos seguintes sempre comentavam sobre seu tamanho pequeno.

Esses cães nunca foram banais, e uma pintura de 1830 chamada "O Cão-Leão de Malta, Último da Raça" sugere que a raça pode ter estado em risco de extinção. Pouco depois, dois malteses foram levados à Inglaterra de Manila. Embora fossem presentes para a Rainha Vitória, eles passaram por outras mãos, e seus filhotes se tornaram os primeiros malteses exibidos na Inglaterra. Nessa época, eles eram chamados de Maltês Terrier, apesar da não terem ancestrais terrier nem as características da raça. Na América, os primeiros malteses foram apresentados como "cães-leão maltês", por volta de 1877. O nome cão-leão vem provavelmente do costume de seus criadores, especialmente na Ásia, de tosá-los para parecerem com leões. O AKC reconheceu o Maltês em 1888. O Maltês cresceu lentamente em popularidade e hoje é um dos toys mais populares.

Família:bichon, companhia, terrier, cão da água
Grupo do AKC: Toys
Área de origem: Malta
Função Original: cão de colo
Tam. médio do macho: Alt: 22-25 cm, Peso: 1-4 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 22-25 cm, Peso: 1-4 kg
Outros nomes: Bichon Maltês

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Pastor Alemão

O Pastor Alemão é uma das três raças mais inteligentes do mundo. Não é à toa que foi estrela de diversos filmes e seriados e é uma das raças preferidas por quem deseja um excelente cão de guarda.

Família: pastoreio, pecuária
Grupo do AKC: Pastores
Área de origem: Alemanha
Função Original: pastor de ovelhas, cão de guarda, cão policial.
Tam. médio do macho: Alt: 60-66 cm, Peso: 34-43 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 55-60 cm, Peso: 34-43 kg
Outros nomes: Alsaciano, Deutscher schaferhund, pastor manto negro, pastor manto preto

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Pastor Australiano

Como todo cão pastor, o Pastor Australiano precisa de muito espaço e exercício. O ideal é que viva em uma casa com quintal ou em um sítio com espaço para correr.

Família: pastoreio, pecuária
Grupo do AKC: Pastores
Área de origem: Estados Unidos
Função Original: criação de gado
Tam. médio do macho: Alt: 50-28 cm, Peso: 22-29 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 45-53 cm, Peso: 18-20 kg
Outros nomes: nenhum

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Pinscher Miniatura

O Pinscher Miniatura não é uma versão miniatura do Doberman Pinscher. Na verdade, ele é o mais velho dos dois. Existem poucas pistas sobre a origem do Pinscher, mas vale a pena notar que um cão do tamanho de um gato parecido com o Mini Pinscher foi retratado em uma pintura do século 17. No século 19, muitas pinturas mostravam cães claramente do tipo Pinscher. Esses cães provavelmente vieram de cruzamentos entre um pequeno terrier de pelo curto (Pinscher Alemão) com Dachshund e Greyhound italiano.

Muitos dos traços dessas raças podem ser vistos nos Mini Pinscher de hoje: a forte estrutura óssea, o mau humor e a coloração preto e castanha do Pinscher Alemão; a coragem e a coloração vermelha do Dachshund; e a elegância, jovialidade e movimentação ágil do Greyhound italiano. E o Pinscher Miniatura é ainda mais do que a soma dessas partes: ele talvez seja a raça mais cheia de energia do mundo! Esses pequenos "spitfires" alemães foram criados no início do século de 1800 para ser uma raça específica, o Reh Pinscher, nome escolhido por sua semelhança com o pequeno veado alemão (reh). "Pinscher" quer dizer simplesmente "terrier".

No final do século de 1800, o objetivo era produzir os menores espécimes possíveis, o que resultou em cães aleijados e feios. Felizmente, a tendência se inverteu, e em 1900, o destaque voltou a ser a elegância e a solidez. O Mini Pinscher se tornou um dos mais competitivos e populares cães de exposição da Alemanha da pré-Primeira Guerra Mundial, mas depois da guerra a raça caiu em números. Seu futuro ficou nas mãos dos cães que tinham sido exportados antes da guerra. Sua popularidade continuou a crescer na América, e ele recebeu o reconhecimento do AKC em 1929. Apelidado de "rei dos toys", o Mini Pinscher foi acumulando admiradores e é hoje uma das mais populares raças nos Estados Unidos.

Família: terrier, pinscher
Grupo do AKC: Toys
Área de origem: Alemanha
Função Original: caçador de pequenos parasitas
Tam. médio do macho: Alt: 25-31 cm, Peso: 3-5 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 25-31 cm, Peso: 3-5 kg
Outros nomes: Reh Pinscher, zwergpinscher

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Poodle

Apesar do Poodle ser geralmente associado à França, seus ancestrais foram provavelmente os cães de pelo enrolado da Ásia que ajudavam no pastoreio e que depois seguiram por muitas rotas por várias partes da Europa. Entre seus ancestrais estão também muitos cães da água de pelo áspero. Talvez o Poodle mais antigo seja o Barbet, um cão de pelo enrolado que se espalhou pela França, Rússia, Hungria e outros lugares. Mas foi a sua versão alemã que exerceu maior influência nos Poodles modernos.

Na verdade, a palavra "poodle" vem do alemão "pfudel", que quer dizer "poça de água", ou "espalhar águas", refletindo suas habilidades na água. Na França, ele era chamado de Caniche ou "cão canário", em referência às suas habilidades como caçador de patos. Assim, com suas raízes pastoras e aquáticas, o Poodle se tornou um talentoso companheiro para caça de animais da água. O Poodle também foi recrutado como cão militar, cão-guia, cão de guarda, puxador de carroças para artistas e acabou virando atração de circo. Seu pelo era podado rente para facilitar o nado, mas deixado um pouco mais longo no pescoço para aquecê-lo em águas frias.

Embora algumas pessoas pensem que os tufos de pelo ao redor das pernas e da cauda serviam de proteção durante as caçadas, as evidências indicam que esse corte tem um sentido decorativo, que vem dos seus tempos de artista. O Poodle fez sucesso como um elegante acompanhante de senhoras sofisticadas. Também se tornou o queridinho da aristocracia francesa e acabou virando o cachorro símbolo da França. Seu corte característico foi ressaltado, e foram feitos esforços bem-sucedidos para aperfeiçoar os espécimes menores. Os Poodles entraram para o mundo das exibições no final dos anos de 1800.

Alguns dos primeiros Poodles de exposição se apresentavam com pelos trançados, embaraçados, formando longas tranças, ao invés de escovados. Embora atraente, a manutenção desse pelo era difícil e a moda passou em 1900, sendo substituída pelo estilo bufante, ainda em moda. Na mesma época, a popularidade do Poodle na América caiu, e na década de 20 os Poodles tinham quase desaparecido da América do Norte. Nos anos 30, a raça voltou pra valer e se tornou um dos cães mais populares de todos os tempos.

Família (gigante, médio e anão): cão de caça, companhia, cão da água
Família (toy): companhia, cão da água
Grupo do AKC (gigante, médio e anão): Não-esportistas
Grupo do AKC (toy): Toys
Área de origem: Alemanha e Europa Central
Função Original (gigante, médio e anão): busca na água, artista
Função Original (toy): cão de colo
Tam. médio Gigante: 45-60 cm
Tam. médio Standard: 35-45 cm
Tam. médio Toy: 28-35 cm
Tam. médio Micro Toy: 24-28 cm
Outros nomes: Barbone, Caniche

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Pug

Os Pugs não são Buldogues Franceses com orelhas caídas e não são mini-Mastiffs ou mini-Bullmastiffs, como podem parecer à primeira vista. Também não têm relação com os Shar-Pei. A raça mais próxima de um Pug é a Pequinês, que apresenta origem comum e história muito similar.

A raça Pug é classificada como "cão de companhia", fazendo parte do grupo dos cães "Toys" ou "de Companhia", o grupo 9. Os Pugs deveriam pesar entre 6,3 e 8,1 kg, sendo cães pesados para a sua estatura. Sua aparência geral deve ser quadrada e maciça, deve mostrar "multum in parvo " (muita substância em um pequeno volume), o que transparece em sua forma compacta, com proporcionalidade entre as partes e musculatura firme.

A cabeça do Pug é a característica mais original e típica da raça. Deve ser redonda quando você a olha de frente e o focinho completamente chato quando olhado de perfil. Os olhos de um Pug são redondos, escuros, expressivos e cheios da vida. Suas orelhas são ajustadas na cabeça, devendo ser pretas. As rugas na cabeça de um Pug devem ser profundas e fáceis de ver, porque dentro delas a cor é mais escura do que fora. Deve existir uma grande ruga sobre o nariz.

Outra característica importante do Pug é sua cauda. A cauda é implantada acima da garupa e deve ser fortemente enrolada. A cauda duplamente enrolada é a ideal que os criadores buscam, mas uma única volta apertada é aceitável. Os Pugs têm basicamente duas cores: fawn (abricot) em várias tonalidades e preta.

Família: companhia, mastiff
Grupo do AKC: Toys
Área de origem: China
Função Original: cão de colo
Altura: 30.5 cm on average (macho), 25.4 cm (fêmea)
Outros nomes: nenhum

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Rottweiler

O Rottweiler tem origem desconhecida e provavelmente descente do Mastiff Italiano. Durante a idade média, o Rottweiler era usado como cão pastor. Essa raça quase foi extinta no século 19, mas conseguiu sobreviver e voltou com força total no século 20. O Rottweiler é usado hoje em dia para diversas funções, como tracking, pastoreio, cão de guarda, cão policial e cão de alerta.

Família: mastiff
Grupo do AKC: Trabalhadores
Área de origem: Alemanha
Função Original: guarda, pastoreio
Peso: 50 a 60kg
Altura: 56 – 63 cm
Outros nomes: nenhum

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Sem Raça Definida (SRD)

O cão vira-lata, também conhecido pela sigla de SRD (Sem Raça Definida) é amado por muitos e, ainda assim; segue como um dos animais que mais sofre com o abandono no Brasil nos dias de hoje. Defendido pelos amantes dos animais, esse cachorro ganha boa parte de sua popularidade, justamente, em função da sua natureza desconhecida – que faz com que seja único para quem tem um exemplar dentro de casa.

Inteligentes, espertos e cheios de amor e carinho para dar aos seus tutores, os cachorros vira-lata ganham, hoje, cada vez mais destaque nas mídias – que se enchem de apelos e projetos especiais com o objetivo de diminuir os níveis de abandono dos cães sem raça definida; já que, embora a popularidade do vira-lata cresça, ainda são muitos os que preferem comprar cães de raça ao invés de adotar os que são frutos de misturas diversas.

Outro fator muito importante de saber sobre os vira-latas é que: não é por ser um animal de raças misturadas que obrigatoriamente ele é um animal mais resistente que os demais. Esta lenda vem de muito tempo, pois, quando você adota um animal adulto e que passou toda a vida toda na rua, ou ele não teve encontro com vírus ou traumas que o levariam a óbito ou, de fato, ele é um animal mais resistente (e na ninhada dele, possivelmente, nasceram de 8 a 10 animais e somente ele sobreviveu).

Esse lembrete é fundamental para quem pensa em levar um vira-lata para casa; já que, em muitos casos, pelo simples fato de ser um animal de raça mista, as pessoas deixam de vacinar o animal e de ter os cuidados que teriam com um cão de raça específica por crer que o animal é mais resistente - e este pensamento é errado. Portanto, mesmo que seu cão não seja de raça definida, é fundamental levá-lo regularmente no veterinário, além de vacinar e castrar o animal.

Fonte: http://www.cachorrogato.com.br/racas-caes/vira-latas/

Shih Tzu

Algumas pessoas chamam o Shih Tzu de diversos outros nomes como: shi tzu, shitzu, xitzu, chitos, cheetos, shitsu, shiatsu, shin tzu e assim por diante. Porém, o nome correto é Shih Tzu. Se você quer saber tudo sobre essa raça, continue lendo o artigo!

Expectativa de vida: 12 a 16 anos
Ninhada: em média 3 filhotes. Pode variar de 1 a 5.
Grupo: 9 – Cães de Companhia
Padrão da Raça: CBKC
Cor: preto, marrom ou branco são os mais populares. É comum serem bicolor.
Pelo: longo
Tamanho: Toy/pequeno
Tosa: requer pouca tosa
Altura (macho e fêmea): até 28cm
Peso (macho e fêmea): entre 4kg e 7kg
Ambiente ideal: O Shih Tzu é o cão ideal para a cidade e para o campo. Na cidade, esses cães se acostumam facilmente com barulhos e o estilo de vida em apartamento. Eles também adoram correr pelo campo, mas eles são pequenos, frágeis e são cães de companhia, por isso mesmo no campo devem ser mantidos dentro de casa. São um dos cachorros mais apropriados para apartamento.

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Staffordshire Bull Terrier

No começo de 1800, o esporte de matar ratos era muito popular na classe trabalhadora. O Bull-baiting (briga com touros) tinha feito sucesso em épocas anteriores, mas não chegou às grandes cidades, e os criadores de cães de ratos se apaixonaram por brigas de cães. Para produzir um competidor mais corajoso, rápido, forte, eles cruzaram o Bulldog da época com o terrier preto e castanho, produzindo assim o "bull e terrier".

A reprodução seletiva gerou um cão pequeno e ágil com mandíbula incrivelmente forte. Isso também gerou um cão que não era agressivo com as pessoas, pois era preciso tratá-lo com cuidado quando ele estava em seu estado mais alterado. Quando as brigas de cães foram proibidas na Inglaterra, os cães já tinham se tornado tão queridos para seus fãs que continuaram a ter fiéis seguidores.

Embora alguns criadores continuassem as lutas clandestinas, os aficionados pela raça encontraram uma opção legal para eles: as exposições de cães. Esforços constantes para produzir um cão mais dócil para as exposições e como cão doméstico resultaram no reconhecimento da raça pelo English Kennel Club em 1935, mas apenas em 1974 o AKC deu seu reconhecimento. Embora sua fama de combatente continue até hoje, ele é visto como um cão amoroso e não briguento, por aqueles que convivem com ele.

Família: terrier, mastiff (bull)
Grupo do AKC: Terriers
Área de origem: Inglaterra
Função Original: caçar ratos, cão de briga
Tam. médio do macho: Alt: 45-48 cm, Peso: 15-18 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 43-45 cm, Peso: 13-15 kg
Outros nomes: Staff Bull

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Weimaraner

A Alemanha sempre foi um país rico em vida selvagem, e as raças de cães alemães ganharam a reputação de estarem entre as melhores do mundo. O Weimaraner foi produzido no século 19 durante um esforço para criar um cão de caça ideal que servisse para caças de todos os tamanhos, incluindo veados e ursos. O trabalho teve apoio da corte de Weimar, e a raça foi chamada no começo de Pointer Weimar.

Alguns dos ancestrais da raça incluem Bloodhound, Schweisshund vermelho e antigas raças pointers. A origem da sua cor cinza característica é desconhecida, mas sempre foi uma marca desde o começo da raça. A evolução da raça foi acompanhada de perto pelo German Weimaraner Club. Os cães só podiam ser vendidos aos membros e era difícil fazer parte do clube. Cães de produções não aprovadas não podiam ser registrados, e alguns espécimes frágeis tiveram de ser destruídos.

O Weimaraner só deixou sua terra natal quando um americano conseguiu entrar para o clube e obteve permissão para levar dois cães para a América, em 1929. Os primeiros Weimaraners americanos tiveram um desempenho tão extraordinário em competições de obediência que despertaram interesse. Na medida em que a raça ganhava mais entusiastas, foi descoberto também seu valor como companheiro de caça. O reconhecimento pelo AKC veio em 1943. A beleza da raça e sua versatilidade como cão de caça pessoal, estimação e competição, garantiram seu futuro.

Família: cão de caça, pointer, cão de caças variadas
Grupo do AKC: Esportistas
Área de origem: Alemanha
Função Original: arrastar grandes caças
Tam. médio do macho: Alt: 63-68 cm, Peso: 31-38 kg
Tam. médio da fêmea: Alt: 58-63 cm, Peso: 31-38 kg
Outros nomes: Weimaraner vorstehhund

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Whippet

Cão de caça de tamanho médio o Whippet tem como origem os galgos. Progenitores do Whippet pode ter vindo de cruzamentos entre pequenos galgos e cães ainda menores que foram usadas pelos camponeses para caça de coelhos e outros pequenos animais, no século 18. Os camponeses também descobriram entretenimento em concursos "pressão cão", em que as apostas foram feitas em que cão pode "agarrar -se", como muitos coelhos quanto possível antes que escapou de um círculo.

Cruzamentos com terriers provavelmente foram feitas para aumentar a velocidade e a disposição. Foi o advento da Revolução Industrial, no entanto, que impulsionou o desenvolvimento da verdadeira raça Whippet. Massas de trabalhadores rurais mudaram para áreas industrializadas, trazendo consigo os seus cães sentiam uma necessidade de entretenimento. Como não havia coelhos, descobriam que seus cães poderiam correr em direção de um pano acenando. A corrida de cachorros tornou-se o esporte de mineiros de carvão, na verdade, o Whippet foi apelidado de " cavalo de corrida de homem pobre.

O Whippet não era apenas uma imensa fonte de orgulho para a família, mas também uma fonte de renda extra e um procurador de alimento. Fora tratado como um membro da família, ele compartilhou as rações familiares e muitas vezes, as camas das crianças e passou a ser tratado como tal. Corrida de Whippet ainda é popular hoje em dia, mas nunca ganhou o apelo comercial de Corridas de Galgos e assim permanece estritamente um esporte amador. Após o Whippet ser oficialmente reconhecido como uma raça em 1888, ele começou a ser apreciado por seu apelo estético, e cruzamentos com o galgo italiano refinaram ainda mais a sua aparência. O Whippet ganhou popularidade lentamente, mas sua combinação inigualável de elegância além de ser ágil e gracioso conquistou espaço gradualmente entre criadores. Hoje, o Whippet é o mais popular dos cães de caça de médio porte e é altamente valorizado como um cão para show, para atrair olhares e companheiro familiar.

Família: Caçadores de médio porte
Área de origem: Inglaterra
Função Original: Corrida, percurso do coelho
Tamanho médio dos machos:
Altura: 0,4 – 0,5 m Peso: 9 – 20 kg
Tam. médio das fêmeas
Altura: 0,4 – 0,5 m, Peso: 9 – 20 kg
Outros nomes: nenhum

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Yorkshire Terrier

A área de Yorkshire, na Inglaterra, é conhecida por produzir bons animais, e acredita-se que o Yorkshire não foi um "acidente", mas o resultado de cruzamentos propositais entre uma variedade de terriers, provavelmente incluindo o Airedale Terrier, o Clydesdale Terrier, Paisley Terrier, English Black de pelo duro e o Tan Terrier. Talvez também o Skye Terrier, Dandie Dinmont Terrier e Maltês.

Os Yorkies eram vistos nos colos de madames afortunadas da Inglaterra. EM 1880, os Yorkshires chegaram à América, mas a raça tinha tamanhos tão variados que começou a gerar uma confusão em relação ao tamanho correto de um Yorkshire Terrier. Esses Yorkies de antigamente pesavam de 5,5kg a 6,3kg. Em 1900, foi decidido tanto na Europa quanto na América, que o menor tamanho era preferencial, e começaram a se esforçar para criar Yorkies cada vez menores, com o pelo cada vez mais longo.

– Alta energia
– Não precisa de muito exercício
– Grau de apego ao dono: médio
– Relacionamento com outros cães: tímido
– Relacionamento com outros animais: tímido
– Relacionamento com estranhos: amigável
– Fácil de treinar
– Baixo nível de proteção
– Cuidados com pelo: alto
– Baixa tolerância ao frio
– Média tolerância ao calor

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br

Temos tudo para seu amiguinho